Portal i9

27/01/2014 16h06 - Atualizado em 27/01/2014 16h06

Brasil gasta bilhões com Copa do Mundo, Lula mentiu quanto ao financiamento

 
Na imagem, Orlando Silva, ex-ministro dos esportes, e Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, ambos deixaram o cargos após denuncias de corrupção Na imagem, Orlando Silva, ex-ministro dos esportes, e Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, ambos deixaram o cargos após denuncias de corrupção
Alexandre Zorzetti

Ricardo Teixeira: “A Copa do Mundo é um evento privado. O papel do governo não é de investir, mas de ser facilitador e indutor”, disse o ex-presidente da CBF ao lado do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, que fugiu para a Flórida depois de alguns escândalos de corrupção, que envolviam recebimento de propinas.

“Faço questão absoluta de garantir que a Copa de 2014 será uma Copa em que o poder público nada gastará em atividades desportivas”. Assim disse Lula quando o Brasil se tornou sede da Copa do Mundo, organizada pela FIFA (Federação Internacional de Futebol e Associados). “Não haverá um centavo de dinheiro público para os estádios”, “Os estádios para a Copa do Mundo serão construídos com dinheiro privado”, repetia na época o Ministro dos Esportes Orlando Silva, que deixou o cargo após ser acusado pela CGU (Controladoria Geral da União), de desvio de verbas da pasta dos esportes. No entanto, os números mostram que o Governo Federal, desembolsou dos cofres públicos R$ 4 bilhões, em obras superfaturadas, conforme dados da União.

Itaquerão e Maracanã deveria custar R$ 500 milhões cada arena no padrão FIFA. O estádio do Maracanã, ultrapassou a casa de R$ 1 bilhão. O estádio corinthiano construído pela Odebrecht. Lula, se encarregou de abrir as portas do PAC, o BNDES, além de verbas estaduais e do município de São Paulo. Orlando Silva mentiu ao lado de Lula, para todos os brasileiros.

Faltam apenas cinco meses para a partida que será o início da Copa de 2014 no Brasil, e diversos estádios são ameaçados de não realizarem as partidas das seleções. Os prazos não foram respeitados e as obras estão inacabadas. A Arena da Baixada, foi ameaçada para que termine há tempo a conclusão de toda a estrutura para que possa receber os jogos com segurança para todos os espectadores, entre eles estarão muitos estrangeiros. As ultimas inspeções irritaram Jerôme Walcke, secretário-geral da FIFA, na última visita ao Paraná. Mais de 80% dessa obra foi financiada pelos governos federais estaduais e da cidade de Curitiba. Inicialmente a Arena da Baixada foi orçada em R$ 265 milhões, está na casa dos R$ 319 milhões.

Envie seu Comentário

Atenção! Os comentários do Portal i9 são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.
Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo.

Notícias

Política
Mundo
Esportes
Economia
Policial
Denuncia

Entretenimento

Cinema
Eventos
Horoscopo
Humor
Novelas
Moda
Viagem
Gastronomia
Celebridades

i9 Mulher

Comportamento
Saúde&Beleza
Amor&Sexo
Família

Especiais

Revista IMS
Direito
Entrevistas
TV Web

Siga-nos

Facebook
Twitter

Sobre nós

Expediente
Anunciar no site
Trabalhe Conosco
Contato

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído. © 2012 - Portal i9 - Todos os direitos reservados.

E-mail Portal i9