Portal i9

14/05/2013 17h31 - Atualizado em 14/05/2013 17h31

Sócio do senador Lobão Filho (PMDB-MA) é acusado de desvios de R$ 200 milhões

Empresário Filadelfo Dias, que é sócio do senador Lobão Filho (PMDB-MA) em pequenas centrais hidrelétricas no estado do Mato Grosso, já teve a aeronave apreendida e é acusado de desvios que somam R$ 200 milhões em várias empresas no Pará; aproximação com o senador foi uma aposta na capacidade de influência do filho do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão

Fabiano Portilho
 
Senador Lobão Filho(PMDB),e o Pai o Ministro de Minas e Energia Edson Lobão Senador Lobão Filho(PMDB),e o Pai o Ministro de Minas e Energia Edson Lobão

247 - Mato Grosso

O senador Lobão Filho (PMDB-MA), filho do ministro Edison Lobão, de Minas e Energia, tem um problema empresarial para resolver. Seu sócio em algumas pequenas centrais hidrelétricas, o empresário Filadelfo Dias, está sendo acossado pela Justiça do Mato Grosso. Dias já teve a aeronave PP-BER apreendida por ordem judicial e vem sofrendo diversas buscas judiciais em suas empresas, por supostos desvios que somam cerca de R$ 200 milhões.

Filadelfo se aproximou de Lobão Filho para investir no setor elétrico, apostando na capacidade de influência do filho do ministro de Minas e Energia. Mas deixou de honrar vários compromissos em relação a sócios e credores – e vem tendo, agora, seus bens arrestados. O Mato Grosso foi também escolhido como um dos principais pólos de atuação da Hytec, a construtora do senador Lobão Filho.

Juíza determina novas buscas nas empresas de Filadelfo Dias

Empresário teria desviado R$ 200 milhões de várias empresas que administrou no Pará

Juíza Maria Helena Ramos decretou a realização de busca e apreensão nas empresas de Filadelfo

ANTONIELLE COSTA DO MATO GROSSO NOTÍCIAS

A juíza da 14ª Vara Cível de Cuiabá, Helena Maria Bezerra Ramos, decretou uma nova busca e apreensão nas empresas de Filadelfo Dias Reis, acusado, desta vez, de desvios de recursos de várias empresas que administrou no Estado do Pará. O valor supostamente desviado chega a R$ 200 milhões.

A medida atacou um pedido em ação cautelar preparatória interposta pelas empresas Mafe Energia e Participações S/A, Curuá Energia S/A e Buriti Energia S/A., concessionárias de serviços públicos na geração de energia elétrica.

Além do desvio milionário, o empresário é acusado de omissão de receitas, apropriação de bens, simulação de negócios e falsificação de documentos das sociedades.

Filadelfo ficou conhecido recentemente após ser preso duas vezes, acusado de ser mandado da tentativa de assassinato de seu ex-sócio Valdinei Mauro de Souza. Ele foi preso pela primeira vez em 24 de março no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, mas acabou solto por decisão liminar proferida pela da desembargadora Maria Helena Gargaglione Povoas.

No dia 17 passado, ele teve nova prisão decretada, desta vez, pelo desembargador Rondon Bassil Filho, no entanto, ele só se apresentou a polícia no último dia 23. Segundo o magistrado, o empresário estaria fugindo das convocações policiais por mais de três meses e sua liberdade também poderia prejudicar a ordem pública e a instrução do processo.

“Nas datas 11.12.2012 (terça-feira), 29.01.2013 (terça-feira), 30.01.2013 (quarta-feira), 01.02.2013 (sexta-feira), 05.02.2013 (terça feira) e 08.02.2013 (sexta feira), os policiais civis estiveram no endereço do paciente, mas não conseguiram proceder a sua intimação, obtendo sempre a informação de seus funcionários de que estaria viajando.

Logos depois, o próprio Rondon decidiu libertar o empresário.

Ação penal

Filadelfo é réu em ação penal na Justiça de Mato Grosso. Ele foi acusado pelo MPE de ser o mandante da tentativa de assassinato contra Valdinei e Wanderlei, após desavença referente à aquisição da Fazenda Ajuricaba, propriedade rural com alto potencial aurífero, localizada em Várzea Grande.

Conforme a denúncia do MPE, a primeira ameaça de morte que Filadelfo teria feito a Valdinei teria ocorrido ainda em janeiro de 2012, meses depois da sociedade entre eles se desfazer.

Em abril do mesmo ano, Valdinei comprou em sociedade com Wanderlei a Fazenda Ajuricaba, propriedade na qual Filadelfo também estaria interessado.

Em seguida, Filadelfo e Marcelo teriam contratado João Paulo Pereira, Josinei Moreira de Araújo, José de Oliveira Campos, Gelfe Rodrigues de Souza Júnior, André de Souza Neves para assassinar Valdinei e Wanderlei.

Eles teriam seguido as vítimas dentro da fazenda e efetuados ao menos 30 disparos, que só não atingiram as vítimas graças à blindagem do carro em que estavam. Os executores da tentativa de homicídio ainda teriam roubado cerca de 100 quilos de ouro bruto, aparelhos celulares, um detector de metal e outros pertences.

A denúncia já foi atacada e o empresário passou a ser réu na Justiça.

Leia, ainda, nota publicada na revista Veja sobre os negócios de Lobão Filho no Mato Grosso:

A passagem de Lobão pelo Ministério das Minas e Energia fez um grande bem para ele e sua família

A construtora do clã de Lobão, o ministro das Minas e Energia, recebeu mais de 100 milhões de reais do governo só em 2012 (Foto: Agência Brasil)

Nota de Otávio Cabral, publicada em edição impressa de VEJA

O VOO DA GRANDE FAMÍLIA

O monomotor de prefixo PR-LOB desembarcou um dia desses em Cuiabá, Mato Grosso, trazendo a bordo o senador Lobão Filho, do PMDB do Maranhão, e seu irmão, Luciano Lobão, dono da empreiteira Hytec.

O avião é a última aquisição da família, cujo patriarca é o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. [O senador é suplente do pai, em exercício enquanto este permanecer no governo.] A construtora, o principal negócio do clã, multiplicou seu faturamento nos últimos anos. Desde 2011, é responsável por obras de saneamento do PAC no interior do Maranhão.

No fim de 2012, ganhou um contrato de 23 milhões de reais para obras da Copa do Mundo em Mato Grosso, estado que também é comandado pelo PMDB. Somente em 2012, a empresa recebeu mais de 100 milhões de reais do governo federal.

A passagem de Lobão pelo ministério fez bem a ele e a seus lobinhos.

Envie seu Comentário

Atenção! Os comentários do Portal i9 são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook.
Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo.

Notícias

Política
Mundo
Esportes
Economia
Policial
Denuncia

Entretenimento

Cinema
Eventos
Horoscopo
Humor
Novelas
Moda
Viagem
Gastronomia
Celebridades

i9 Mulher

Comportamento
Saúde&Beleza
Amor&Sexo
Família

Especiais

Revista IMS
Direito
Entrevistas
TV Web

Siga-nos

Facebook
Twitter

Sobre nós

Expediente
Anunciar no site
Trabalhe Conosco
Contato

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído. © 2012 - Portal i9 - Todos os direitos reservados.

E-mail Portal i9